Notícias

Karetus: "Já percebemos que o pessoal do Minho é maluco como nós"

Karetus: "Já percebemos que o pessoal do Minho é maluco como nós"

Depois de testarem os alunos minhotos na Receção ao Caloiro, os Karetus subiram agora ao palco das Monumentais Festas do Enterro da Gata. Efeitos pirotécnicos, espetáculo de luz e fogo foram alguns dos momentos que a sala cheia do Altice Fórum Braga teve a oportunidade de assistir. Descontraídos e sempre simpáticos os Karetus estiveram à conversa connosco e falaram do passado e do futuro deste projeto de sucesso a nível nacional e internacional.

 

Estando presentes em várias festas académicas quais as diferenças destes públicos para os grandes palcos?

 

Não há muita diferença. Se calhar é a energia, o pessoal está aqui para se divertir à séria. E pronto, nós estamos muito entusiasmados com o nosso primeiro ano de Enterro da Gata. Nunca viemos cá, é a primeira vez. Trazemos um show novo e queremos ver a reação aqui do pessoal académico. Isto é um grande palco, temos a certeza que vai ser brutal. 

 

Vocês já atuaram na Receção ao Caloiro, o que é que esperam agora ao atuar no novo recinto do Enterro da Gata?

Esperamos mesmo que o pessoal tenha tanta energia ou mais. Já estivemos ali fora um bocadinho e já percebemos que o pessoal do Minho é maluco como nós. Temos medo até de não estar ao nível deles. O pessoal está mesmo muito forte, e gostamos de ver isso. Vai ser mais uma aula de zumba. Vai ser muito bom, de certeza.

 

Acreditam que a música eletrónica pode ter um impacto positivo nos jovens portugueses?

Claro que sim. Eletrónica é a música com menos barreiras, com menos estereótipos. Acho que é essa a mensagem que pode passar para as pessoas também. Que não estereótipos, a música não tem preconceito. Acho que essa é a mensagem da nossa música. Nós temos pessoal a rir-se, a chorar, a divertir-se, é um misto de emoções.

 

E o que é que podemos esperar dos Karetus nos próximos tempos?

Temos um novo show agora que se chama Intrude, que é o que eu e o Carlos sonhávamos quando éramos putos, quando ouvíamos as primeiras bandas Daft Punk, Chemical Brothers. Sonhávamos fazer algo assim e agora estamos a fazer isso. Temos uma estrutura de palco nova, com luz sincronizada, com vídeo, com efeitos especiais. Música eletrónica é mesmo isso. Misturar música do futuro com música tradicional, música do passado. O novo show é mesmo isso, virado para o futuro. E estamos mesmo muito contentes por estrear isto aqui. 

 

Bilheteira online

Compra já o teu bilhete!