Notícias

Enterro da Gata'18 - Entrevista a Mundo Segundo e Sam the Kid

Enterro da Gata'18 - Entrevista a Mundo Segundo e Sam the Kid

Juntos há vários anos, Mundo Segundo e Sam the Kid voltaram a atuar no Enterro da Gata:

 

Encontraram, no Enterro da Gata, um público que abraçou a vossa mensagem?

(Sam the Kid) Sem dúvida, foi um grande público. Não só aqui no Enterro da Gata, temos sempre uma grande imagem do público de Braga. No geral, são pessoas conhecedoras da nossa cultura, são pessoas que se interessam pelo que se passou e pelo que se passa

Relativamente ao último projeto que vocês entraram, em que participaram na realização de dois documentários sobre o Hip Hop, Qual é a importância destes projetos para a exposição do vosso trabalho e de outros artistas?

(Mundo Segundo) É muito importante, principalmente para as novas gerações, que não conhecem tão bem as origens do Hip Hop. São dois documentários muito ricos, tanto em história como em testemunhos.

(Sam the Kid) É importante estes projetos existirem, mas também é importante eles estarem acessíveis às pessoas. Divulguem, disponibilizem para todos verem. Irritam-me quando os artistas colocam restrições a certos conteúdos, não suporto.  Que façam umas plataformas para partilhar conteúdo, para os interessados poderem ver.

Perante o surgimento de estilos como o Trap, como é que o Hip Hop enfrenta estes novos tempos na música?

(Mundo Segundo) Acho que continua a haver artistas que se preocupam a escrever bons textos. No nosso tempo, dava-se muita importância a grandes textos e “skills”. Para muitas pessoas, as “skills” são quase coisas secundárias. Quanto ao Trap, há pessoas que se identificam mesmo com o estilo, mas há outras que fazem aquilo por moda. Nada contra, mas o importante é que deves fazer aquilo que te identificas. Acima de tudo, deves ser autêntico e fazer algo que te representa.

Acreditam que no Hip Hop português há cada vez mais espaço para colaborações entre artistas, como a vossa?

Sem dúvida. Acho que o Hip Hop é o campo musical que mais participações tem entre artistas, desde sempre. Desde que comecei a fazer isto, em 1993, devo ter feito alguma colaboração com alguém. Nós somos a melhor amostra que os artistas podem e devem colaborar e tens o nosso exemplo.

AAUM

Bilheteira online

Compra já
o teu bilhete!