Monumentais Festas do Enterro da Gata dão as boas-vindas com as tradicionais Serestas

As Terças-feiras Académicas regressaram às cidades de Braga e Guimarães com a tradição das Serestas. Como a história dita e em contagem decrescente para as Monumentais Festas do Enterro da Gata, os grupos culturais preencheram de música as ruas por onde passaram.

Em Braga, a Azeituna, Gatuna, Tuna Universitária do Minho (TUM), Tuna de Medicina da Universidade do Minho (TMUM), Literatuna, Tun’ao Minho e Augustuna percorreram as ruas próximas ao Campus de Gualtar. O percurso foi dividido em dois grupos a cobrir zonas opostas: Rua de Barros – Bares de Cima – Largo do Carpe e Largo do Carpe – Bares de Cima – Rua Nova Santa Cruz.

Na cidade vizinha de Guimarães, a Tun’Obebes e a Afonsina partiram do Bar Académico de Guimarães, passaram pelos Bares de Azurém e terminaram as suas serenatas na Residência de Azurém.

Em ambas as cidades, foram inúmeras as capas negras em janelas e varandas o que proporcionaram belas e emocionantes serenatas pelos grupos culturais, que seguiam em cortejo noturno. A atividade começou com um momento de convívio entre os grupos culturais no Largo do Carpe, em Braga, e no Bar Académico de Guimarães.

Esta foi mais uma terça-feira académica repleta da essência global fornecida pelos estudantes da Universidade do Minho e um estágio para as verdadeiras provas das Monumentais Festas do Enterro da Gata que se aproximam.